Marinha encontra dois corpos em área onde embarcação desapareceu

Navio Patrulha vai levar os corpos para Macaé, onde deve ser feita a identificação

A Marinha do Brasil (MB), por intermédio do Comando do 1º Distrito Naval (Com1ºDN), iniciou, em 31 de janeiro, as buscas pelos cinco ocupantes da embarcação “O Maestro”, que saiu do Rio de Janeiro rumo à Fortaleza com cinco amigos, imediatamente após tomar conhecimento do seu desaparecimento, no litoral norte fluminense, nas proximidades do Farol de São Thomé. As buscas permanecem em curso, considerando padrões técnicos, as ações de ventos e correntes de deriva. Nesta quinta-feira (4), quinto dia consecutivo de operação, aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) localizaram e o Navio-Patrulha (NPa) “Macaé” recolheu dois corpos supostamente relacionados com os tripulantes de “O Maestro”, dentro da área de buscas, a aproximadamente 50 km a leste de Cabo Frio. Nesta sexta-feira (5), o navio demandará o Porto de Macaé, a fim de possibilitar o translado e posterior identificação positiva dos corpos, a ser executada pelo órgão competente.

Cabe destacar que as buscas continuam, apesar das condições de mar desfavoráveis e com tendência a piorar a partir desta sexta-feira, conforme avisos de mau tempo publicados pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM). O Com1ºDN esclarece que é solidário ao momento crítico vivenciado e informou pontualmente aos familiares de cada tripulante sobre o citado recolhimento, prestando todo o apoio necessário. Em 3 de fevereiro, representantes das famílias foram recebidos na sede do Salvamar Sueste, no Rio de Janeiro, para atualização e esclarecimentos sobre a operação de busca.

Até o presente, o NPa Macaé e as aeronaves da MB e da FAB realizaram uma varredura em área de mais de 55.000 km², percorrendo uma faixa litorânea entre o Porto do Açu, em São João da Barra (RJ), e a Restinga da Marambaia (RJ), com um afastamento de até 90 km da costa. Com o propósito de obter mais informações que pudessem auxiliar nas buscas, o Salvamar Sueste, estrutura orgânica responsável por Operações de Busca e Salvamento (SAR) nesta
região, emitiu Aviso aos Navegantes, dando ampla divulgação por Rádio, com o objetivo de alertar e solicitar apoio a todas as embarcações nas áreas próximas. Além disso, empresas civis que operam regularmente helicópteros e navios na região foram avisados do desaparecimento da embarcação “O Maestro” e das suas características. A Marinha incentiva e considera importante a participação da sociedade, que pode ser feita pelos telefones 185 (número para emergências marítimas e pedidos de auxílio), (21) 2104-6119 ou (21) 97515-7895, do Com1ºDN (para outros assuntos, inclusive denúncias).

Fonte: Ascom/1° Distrito Naval

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email