Em Macaé, Ilha do Francês recebe ação de limpeza

Local é um dos principais pontos turísticos de Macaé - Fotos: Secom/Rui Porto Filho

Um mutirão de limpeza foi realizado nesta quinta-feira (18) na praia da Ilha do Francês, em Macaé. A ação foi realizada pela Secretaria Adjunta de Serviços Públicos, vinculada à Secretaria de Infraestrutura, e contou com a parceria da Guarda Ambiental, barqueiros e pescadores.

Assim que as equipes chegaram ao local, localizaram uma construção clandestina de estacas de madeira que estaria sendo utilizada como ponto de comércio. A Guarda Ambiental retirou a estrutura irregular.

“Temos que usufruir dos espaços públicos e belezas naturais de forma consciente. Todos somos responsáveis, por isso, a importância constante do descarte correto dos lixos, além da fiscalização constante com a presença do poder público”, afirma a comandante da Guarda, Raquel Giri.

Da parte da Serviços Públicos, foram dez funcionários da coleta de lixo que recolheram uma tonelada de dejetos, entre garrafas, madeiras, lonas, guimbas de cigarro, sacos plásticos, tampinhas de plástico e metal, além dos resíduos naturais trazidos pela maré. Os trabalhadores utilizaram pás e ancinhos para varrer toda a extensão de areia e retirar lixo também da encosta do morro.

Além da execução do serviço de limpeza da praia da Ilha e a ação da Guarda Ambiental, a ida ao local serviu para conversar com pescadores e barqueiros que fazem passeios turísticos nas ilhas para acolher as demandas e possíveis soluções de conservação ambiental ao bom uso da reserva.

O barqueiro e pescador Júnior Gomes acredita no potencial turístico do Arquipélago de Santana, que é formado pelas ilhas do Francês, Sant’Anna e Ilhote Sul. “É um tesouro que Macaé tem, assim como as cachoeiras da região serrana. E é fundamental uma presença constante da Prefeitura cuidando destes nossos patrimônios”, pontuou.

“Essa parceria entre população e Poder Público é fundamental para instituir ações futuras e a prestação de bons serviços. Nossa presença como poder regulador e organizativo só traz benefício para o meio ambiente e a população”, acrescentou o Secretário Adjunto de Serviços Públicos, Rodrigo Silva.

APA do Arquipélago de Santana

O Arquipélago de Sant’Anna fica a oito quilômetros da costa de Macaé. Considerado um santuário ecológico, abriga gaivotas e algumas espécies de aves que migram da América do Norte no período do inverno.

O arquipélago é um Parque Municipal e Área de Preservação Ambiental (APA), pela Lei Municipal 1216, de 1989, e regulamentado pelo decreto 018/2011. A região possui vestígio de civilização pré-histórica brasileira em ilha. A estimativa é que tenha 1.200 anos.

Fonte: Secom/PMM

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email