Carlos Menem, ex-presidente da Argentina, morre aos 90 anos

Menem era senador pela província de La Rioja - Foto: EFE/David Fernández

O ex-presidente da Argentina Carlos Menem morreu neste domingo (14), aos 90 anos, após ser internado no Sanatório Los Arcos, em Buenos Aires. Ele havia sido admitido na unidade por conta de uma infecção urinária. No ano passado, Menem chegou a passar 15 dias no Instituto de Diagnóstico e Tratamento, também na capital argentina, em razão de uma pneumonia.

Atual senador pela província de La Rioja, Carlos Saul Menem presidiu a Argentina por pouco mais de dez anos. O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou nota de pesar pela morte do ex-presidente argentino. “O governo brasileiro transmite ao governo e ao povo da Argentina e aos familiares do ex-Presidente Menem as suas profundas condolências.”

No texto, o Itamaraty destaca que Carlos Menem foi o signatário argentino, em 1991, do Tratado de Assunção, que constituiu o Mercosul. “Foi estadista com papel marcante no avanço das relações com o Brasil e da integração regional, com base no conceito de integração aberta e na projeção internacional de nossos países”, acrescenta o Itamaraty na nota.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email