Biden toma posse como presidente dos EUA e ressalta importância da democracia

Com bandeiras no lugar do público, o democrata Joe Biden, de 78 anos, tomou posse, nesta quarta-feira (20), como 46º presidente dos Estados Unidos ao prestar o juramento diante do Capitólio, em Washington. Seu antecessor, Donald Trump, não compareceu à cerimônia, quebrando o protocolo ao deixar a Casa Branca antes da chegada do novo presidente. Kamala Harris foi empossada como vice-presidente, sendo a primeira mulher a exercer o cargo.

Em seu discurso, Biden disse que “democracia prevaleceu” e pediu a união dos Estados Unidos após um processo eleitoral marcado por contestações infundadas por parte de Trump. “Aprendemos de novo que a democracia é preciosa. A democracia é frágil. E nesta hora, meus amigos: a democracia prevaleceu! Este é o dia da América… Hoje celebramos o triunfo não de um candidato, mas de uma causa – a causa da democracia”, frisoi Biden.

Em seguida, o presidente dos EUA fez um pedido voltado aos apoiadores de Trump. “A todos os que não apoiaram nossa campanha, escutem o que tenho a dizer. Se vocês ainda discordarem, tudo bem, isso é a democracia. O direito de discordar em paz. Democracia é uma das maiores forças deste país. Eu prometo a vocês, serei o presidente para todos os americanos. Eu lutarei tanto pelos que não me apoiaram quanto pelos que me apoiaram”, disse.

A cerimônia de posse aconteceu sob a proteção de 25 mil homens e mulheres da Guarda Nacional e um verdadeiro aparato de guerra, com caminhões militares, blindados, barreiras e grades bloqueando todos os acessos ao National Mall – onde estão o Congresso e a Casa Branca. No último dia 6 de janeiro, apoiadores de Trump invadiram o Capitólio contestando o resultado da eleição durante a  certificação da vitória de Biden.

O tradicional desfile a carro aberto pela Pennsylvania Avenue até a Casa Branca, sob os aplausos da população com bandeirinhas em punho, também foi cancelado por causa de medidas restritivas relativas à pandemia. No lugar de 200 mil espectadores e convidados que costumavam apreciar a cerimônia nacional nos anos anteriores, 200 mil bandeiras americanas foram cravadas nos gramados do local.

Entre os cerca de mil convidados presentes na cerimônia estavam os ex-presidentes Barack Obama, Bill Clinton e George W. Bush. O vice-presidente que deixa o cargo hoje, Mike Pence, também esteve presente. Biden foi eleito ao garantir 306 votos no Colégio Eleitoral, em comparação a 232 de Trump, nas eleições realizadas em novembro de 2020. Sem apresentar provas, o republicano contestou o resultado com ações na Justiça, mas todas foram rejeitadas.

 

 

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email