Atividade física x coronavírus

Embora a atividade física seja essencial para a saúde, muitos espaços físicos estão fechados por conta do alto índice de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Em várias regiões distintas do país, quadras esportivas, clubes, academias e espaços de treinamento estão sem atividade. Essa situação divide a opinião de muitos profissionais, em relação aos decretos que suas cidades “lançam” toda vez que os números da Covid-19 registram crescimento.

O bom estado físico pode ajudar as pessoas que, por ventura, venham a ser contaminadas. As restrições a algumas atividades parecem contraditórias, mas o principal é manter todos.os cuidados recomendados pelas autoridades da Saúde.

Nos locais onde há liberação para o funcionamento, com revezamento de profissionais e praticantes, é fundamental a adoção de medidas como aferição de temperatura, distanciamento e higienização das mãos.

Primeira conversa

Olá, pessoal!

Hoje vou compartilhar com vocês um pouco da minha história com o esporte, especialmente o vôlei, esporte que faz parte da minha vida desde os meus 13 anos de idade.

A paixão pela Educação Física surgiu por conta da minha vida como atleta, como jogadora de vôlei, fazendo parte da equipe de Quissamã e também de outros times fora do município.

Ao longo desses 23 anos foram várias conquistas em grupos e individuais, na areia e nas quadras, sempre levando o nome de Quissamã, minha terra, o meu lugar.

Me formei em 2007, em Educação Física, pela Faculdade Estácio de Sá, em Campos dos Goytacazes – RJ, e assim iniciava uma nova trajetória da minha vida, fazendo das quadras o meu lar.