Fafima foi descredenciada pelo MEC e fecha suas portas

Neste momento em que completa 47 anos de atividades e já enfrentando a maior crise financeira de sua história, a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé (FAFIMA) recebe a notificação de descredenciamento decretada pelo Ministério da Educação (MEC). A medida foi tomada esta semana, justificando que a faculdade não realizou o protocolo de recredenciamento, nas duas datas previstas em 2020 (abril e agosto/2020).

A informação foi prestada pela Presidência e Direção Executiva da Fundação Educacional Luiz Reid, eleitas em 31/03/2021. A nota foi assinada pela Professora Lêila Sousa Clemente, representante da Fundação, informando assim o encerramento das atividades da mais antiga faculdade macaense.

Ex-aluna e ex-professora da Fafima, Marilena Garcia, afirma que o fato é revoltante. “Fiz parte de uma turma de Letras que ajudou a construir a Fafima. Começamos na primeira turma de Letras com aulas nos salões do Tênis Clube, enquanto o prédio da faculdade era construído com apoio do prefeito Alcides Ramos, que cedeu a mão de obra da Prefeitura e o material foi recolhido em mutirão de doação na cidade. Éramos 97 alunos (Letras e Pedagogia). A Fafima é uma história de amor da comunidade”, declarou Marilena.

A ex-aluna prossegue lembrando a crise financeira em decorrência da concorrência desleal devido a implantação dos cursos à distância. “A minha indignação quanto ao descredenciamento é pelo descaso e irresponsabilidade da direção anterior, por não ter feito no tempo certo a solicitação de recredenciamento dos cursos. O que houve na Fafima foi um projeto de desmonte da Faculdade de Filosofia. Ciências e Letras de Macaé”, completou Marilena Garcia.

Mas para o Vereador Guto Garcia, nem tudo está perdido. “O motivo do descredenciamento da Fafima é perfeitamente reversível. Não foi problema pedagógico e nem de infraestrutura, mas de um protocolo que tinha que ter sido cumprido num momento de pandemia. Em abril do ano passado, quem teria cabeça para fazer algum protocolo? Acho que é possível reverter. Vou ajudar a Fafima a mudar esse quadro”, concluiu o Vereador.

 

Recentemente, a atual diretoria da Fundação Educacional Luiz Reid veio a público também para informar uma dívida trabalhista com o INSS da Fafima, que chega a 2 milhões de reais. Com isso, a faculdade está impedida de realizar novos vestibulares, já que o MEC só autoriza tal procedimento se a instituição estiver em dia com os tributos federais e sem o parcelamento desse montante.

Na ocasião, a representante do Corpo Docente da Faculdade, Professora e ex-vereadora Ivânia Ribeiro, fez importantes esclarecimentos, confirmando que a Fafima tem solicitado o apoio dos que se comprometem com a educação, para saldar a dívida.

 

“A nova diretoria assumiu o mandato sabendo que havia dívidas trabalhistas, mas não esperava que o passivo financeiro fosse tão alto. De qualquer forma, existe muita disposição para manter a instituição VIVA, servindo à educação e à comunidade em geral. Lideranças da cidade estão atuando, voluntariamente, para reorganizar a parte burocrática e funcional da faculdade”, declarou Ivânia em recente entrevista.

Em sua análise, Ivânia informou que antes dos cursos à distância, a Faculdade tinha mais de 400 alunos e, paulatinamente, chegou a 70 matriculados, mesmo obtendo notas sempre acima da média, na avaliação do MEC. Ele frisa que os cursos Educação à Distância (EAD) cobram um valor cinco vezes menor que um curso presencial.

Por outro lado, a professora lembrou que o FIES (programa de financiamento estudantil do governo federal) vem diminuindo sua oferta desde 2014, impossibilitando a expansão de vagas para as camadas sociais menos privilegiadas.

“As bolsas de estudo da Prefeitura de Macaé foram suspensas por orientação do Ministério Público e do Tribunal de Contas, pois a Prefeitura de Macaé não pode doar bolsas só para uma instituição: ou oferece a todas as faculdades, de forma igualitária, ou não oferece para nenhuma”, explicou a ex-vereadora.

 

Nota oficial da direção da Fundação Educacional Luiz Reid

Cumprindo determinação da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (SERES), despacho nº 69 de 08 de junho de 2021, publicado no Diário Oficial da União (DOU), em 11/06/2021, a Presidência e Direção Executiva da Fundação Educacional Luiz Reid, eleitas em 31/03/2021 e com Ata registrada em 26/05/2021, vêm a público informar que a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé (FAFIMA), em 11/06/2021 foi DESCREDENCIADA pelo Ministério da Educação (MEC) porque não foi realizado o protocolo de recredenciamento, nas duas datas previstas em 2020 (abril e agosto/2020).

Aos alunos em curso ficará garantida a expedição de documentos até a presente data.

 

A história da Fafima

A FAFIMA é uma faculdade que está há mais de 47 anos no mercado, formando os profissionais da área educacional na cidade de Macaé e região, sendo a faculdade mais antiga desta cidade. É dirigida pela Fundação Educacional Luiz Reid.

Ofereceu os seguintes cursos de Licenciatura: Pedagogia, Letras (Português-Literatura), Letras (Português-Inglês), Matemática, História e Geografia.

 

Além desses cursos, a FAFIMA manteve convênio com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), oferecendo em Macaé os seguintes cursos de MBA: Gerenciamento de Projetos, Gestão Empresarial e Gestão Financeira: Controladoria e Auditoria.

 

Fonte: Acontece Macaé

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email